Notícias

Movimento da Mãe Rainha celebra centenário no próximo sábado

catsSerá celebrado no próximo sábado (18) na Igreja Matriz, o Centenário da Aliança de Amor do Movimento Apostólico de Schoenstatt, movimento que também é conhecido em Rio Paranaíba por ‘Movimento da Mãe Peregrina’. A Celebração Eucarística contará a participação de todas as famílias que recebem em casa a capela com a imagem da Mãe Rainha.

Maria Célia, uma das responsáveis pelo movimento na paróquia, enviou à nossa reportagem um texto onde relata a história da devoção à Mãe Rainha, três vezes admirável Schoenstatt e sobre a campanha que é realizada no município e no mundo em prol do Santuário. Confira o texto:

A campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt é uma ação evangelizadora específica do Movimento Apostólico de Schoenstatt, cujo centro e força propulsora é o santuário. Seu objetivo é evangelizar, com Maria, visitando as famílias a fim de conduzi-las a um encontro pessoal com Cristo. Maria atua como Mãe, Educadora e Missionária.

O Padre José Kentenich, fundador da Obra Internacional de Schoenstatt, com um grupo de jovens seminaristas convidaram a Mãe de Deus, no dia 18 de outubro de 1914, a estabelecer-se na Capelinha selando com Ela uma Aliança de Amor.

Assim, podemos constatar que a fundação do Santuário de Schoenstatt realizou-se entre os dois partidários: a Mãe de Deus como representante do partidário divino e o Padre José Kentenich como representante do partidário humano. “Nada sem vós, nada sem nós!” é o lema que expressa a característica deste santuário. Nada sem vós – Não queremos fazer nada sem Maria. Nada sem nós – Maria espera a nossa colaboração.

A Mãe Peregrina leva a todas as famílias que Ela visita as graças específicas desse santuário, a graça do abrigo espiritual, da transformação interior e a graça da fecundidade apostólica.

O Diácono João Luiz Pozzobon que é comerciante e pai de família, residente em Santa Maria, Rio Grande do Sul, conheceu o fundador, o santuário e o Movimento. Desde então, despertou-lhe o desejo de fazer algo pela Mãe e Rainha e o Movimento Apostólico de Schoenstatt.

Em 10 de setembro de 1950, a Irmã M. Terezinha Gobbo entregou-lhe uma imagem da Mãe e Rainha Três vezes Admirável de Schoenstatt com as palavras: ”Esta imagem ficará sob seu cuidado. Não é preciso que reze o terço todas as noites. Apenas deverá cuidar que Ela peregrine de casa em casa”. Desde 1959, a presença e atuação de Maria multiplicaram-se por meio das pequenas imagens peregrinas na forma atual, que visitam mensalmente as famílias. Faz-se presente nos cinco continentes e em todos os países da América Latina.

Em Rio Paranaíba, a devoção iniciou-se em 13 de dezembro de 2000 depois de uma iniciativa do casal Eurides Rita Filho e Maria Antônia de Resende que se tornaram coordenadores do movimento. Nessa ocasião, peregrinava apenas quatro capelinhas para 120 famílias em toda cidade. Atualmente cerca de 1250 famílias são visitadas pela imagem da Mãe Peregrina, sendo que 37 ‘capelas’ com a imagem peregrina na cidade, cinco no distrito de Abaeté dos Mendes, uma no Assentamento Lago Azul, comunidade de Palmeiras e na comunidade de São João.

Sintamos, pois, que fomos chamados e escolhidos por Deus para uma grande missão. Não tenhamos medo, pois Deus nos deu uma grande companheira, a maior de todas… Maria!

Maria Célia ainda lembra que a celebração do centenário do movimento ‘será um momento propício para louvar e agradecer a Deus as graças e bênçãos concedidas a nós por intermédio de nossa Mãe Rainha’. Ela lembra as famílias que recebem que as capelas com a imagem da Mãe Rainha que todo terceiro sábado do mês, acontece a celebração eucarística em louvor a Mãe Rainha e pedi a presença de todas as famílias.

Texto: Maria Célia

Adaptação: Gilberto Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.