Notícias

Domingo de Ramos em Rio Paranaíba terá cinco celebrações eucarísticas

“Muitos estenderam seus mantos pelo caminho, outros espalharam ramos que haviam apanhado nos campos. Os que iam na frente e os que vinham atrás gritavam: “Hosana! Bendito o que vem em nome do Senhor! Bendito seja o reino que vem, o reino de nosso pai Davi! Hosana no mais alto dos céus!” (Cf. MC 11, 8-10)

Foto: Gilberto Martins/PASCOM
Foto: Gilberto Martins/PASCOM

O término do período quaresmal é marcado com a entrada triunfal de Jesus Cristo na cidade de Jerusalém, o que atualmente celebramos o Domingo de Ramos, dando início à Semana Santa. Dessa forma, a Igreja em todo mundo celebra nesta semana, os últimos momentos de sua vida terrena. Em várias paróquias, o dia é marcado com uma grande participação dos fiéis na celebração de ramos.

Em Rio Paranaíba, a Paróquia São Francisco das Chagas será celebrada cinco celebrações eucarísticas com a bênção e procissão de Ramos. A programação foi oficializada no último fim de semana e contará com a participação dos catequizandos e seus familiares às 10h e às 19h, com a participação da Juventude Francisca: EAC, MAC, EJC, Pastoral Universitária e Juventude Vicentina.

Confira abaixo a programação completa:

07h30: Bênção dos Ramos em frente a Minerais da Terra, saindo em procissão para a Casa de Formação do Divino Pai Eterno e seguida celebração eucarística.

09h30: Bênção dos Ramos na Igreja São Vicente, saindo em procissão para a Igreja Matriz e seguida celebração eucarística, com a participação dos pais e catequizandos.

15h: Bênção dos Ramos e seguida celebração eucarística na Comunidade Nossa Senhora da Abadia.

17h: Bênção dos Ramos na Praça do Cristo, saindo em procissão para a Casa de Formação da Pastoral da criança e seguida celebração eucarística.

19h: Bênção dos Ramos na Praça da Igrejinha Nossa Senhora Rosário, saindo em procissão para a Igreja Matriz onde acontecerá a celebração eucarística, com a participação do EAC, MAC, EJC, Jovens Vicentinos, Pastoral Universitária e Crismandos.

O Domingo de Ramos é chamado assim porque naquela época o povo cortou ramos de árvores, ramagens e folhas de palmeiras para cobrir o chão onde Jesus passava montado num jumento. Com folhas de palmeiras nas mãos, o povo o aclamava “Rei dos Judeus”, “Hosana ao Filho de Davi”, “Salve o Messias”… E assim, Jesus entra triunfante em Jerusalém despertando nos sacerdotes e mestres da lei muita inveja, desconfiança, medo de perder o poder. Começa então uma trama para condenar Jesus à morte e morte de cruz.

O Domingo de Ramos pode ser chamado também de “Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor”, nele, a liturgia nos relembra e nos convida a celebrar esses acontecimentos da vida de Jesus que se entregou ao Pai como Vítima Perfeita e sem mancha para nos salvar da escravidão do pecado e da morte. Crer nos acontecimentos da Paixão, Morte e Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo, é crer no mistério central da nossa fé, é crer na vida que vence a morte, é vencer o mal, é também ressuscitar com Cristo e, com Ele Vivo e Vitorioso viver eternamente. É proclamar, como nos diz São Paulo: ‘”Jesus Cristo é o Senhor”, para a glória de Deus Pai’ (Cf. Fl 2, 11).

Agende-se e participe conosco!

Texto: Gilberto Martins – Editor e graduando em Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.