Notícias

Diversos fiéis participam da festividade de Nossa Senhora Aparecida em Palmeiras

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Fiéis reuniram na última quarta-feira (12), para celebrarem e homenagearem a padroeira do Brasil, na comunidade de Nossa Senhora Aparecida em Palmeiras, zona rural de Rio Paranaíba. Representantes de todos os setores paroquiais participaram da celebração eucarística de encerramento, presidida pelo pároco, Pe. Wesley Balbino, na capela da comunidade.

De acordo com informações repassadas à nossa redação, após a missa houve a realização da procissão com a imagem de Nossa Senhora Aparecida e, bem como, a participação das comunidades de Arcos, São João, São Pedro, Santa Luzia, Pedreiras, Sagrados Corações, Abaeté dos Mendes, Santa Rita de Cássia, Campinhos, Nossa Senhora de Fátima, São José e Divino Pai Eterno.

Diversos romeiros de paróquias próxima à comunidade também participaram da festividade em Palmeiras. Por ocasião da abertura do ano mariano e, bem como, a comemoração dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, o bispo diocesano, Dom Frei Claudio Nori Sturm emitiu uma carta aos fiéis falando esta data importante na vida da Igreja. Confira na íntegra na carta.

 

brasao

 

Abertura do Ano Nacional Mariano:

Hoje, 12 de outubro de 2016, estamos em comunhão com toda a Igreja no Brasil para abrirmos o Ano Nacional Mariano, em comemoração aos 300 anos do encontro da Imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida. Este Ano Nacional Mariano irá concluir-se aos 11 de outubro de 2017, e tem como sentido de celebrar, fazer memória e agradecer.

Retomando alguns dizeres do Papa Francisco sobre o episódio do encontro da imagem pelos pescadores, recordamos que apesar do insucesso eles perseveraram em seu trabalho, receberam um dom muito maior do que poderiam esperar: “Deus ofereceu ao Brasil a sua própria Mãe”. Tendo acolhido o sinal que Deus lhes tinha dado, os pescadores tornaram-se missionários, partilhando com os vizinhos a graça recebida. Trata-se de um ensinamento sobre a missão da Igreja no mundo; “O resultado do trabalho pastoral não se assenta na riqueza dos recursos, mas na criatividade do amor” (Papa Francisco).

“A celebração dos 300 anos é uma ação de graças. Todas as dioceses do Brasil, desde 2014, se preparam, recebendo a visita da imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida, que percorre as cidades e periferias, lembrando aos pobres e abandonados que eles são os prediletos do coração misericordioso de Deus.”

Quero lembrar a todos que a Imagem de Nossa Senhora Aparecida, que percorreu nossa Diocese durante o Ano Jubilar (60 anos da criação da Diocese de Patos de Minas), veio para ficar definitivamente conosco. Ela deverá ir para a Paróquia Nossa Senhora Aparecida de São Gotardo onde se prevê a construção de uma Igreja dedicada a Ela, para futuramente tornar-se um Santuário.

O Ano Mariano é um convite para fazer crescer ainda mais o nosso fervor e devoção no desejo de “fazer tudo o que ele vos disser” (cf. Jo 2,5).

Todas as famílias e comunidades são convidadas a participar intensamente desse Ano Mariano. As Paróquias deverão fomentar em todas as suas ações pastorais um grande empenho para que este Ano Mariano se torne um marco de crescimento na espiritualidade e no ardor missionário com a Virgem Maria.

Sob o olhar e a proteção maternal de Nossa Senhora da Conceição Aparecida possamos progredir como discípulos e discípulas, missionários e missionárias de Cristo, e “permanecer no seu Amor”(Jo. 15,9b).

Patos de Minas, 12 de outubro de 2016.

+ Frei Claudio Nori Sturm, OFMCap 

Bispo de Patos de Minas – MG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.