Pastoral Catequética tem foto escolhida para representar o setor São Francisco durante o Congresso Diocesano

Em eleição realizada pelo Setor São Francisco da Diocese de Patos de Minas que abrange as cidades de Lagoa Formosa, Carmo do Paranaíba, Arapuá e Rio Paranaíba a Pastoral da Catequese da Paroquia São Francisco das Chagas teve sua foto escolhida como a melhor do Setor São Francisco e agora representará o Setor São Francisco no Congresso Diocesano de Catequistas em Patos de Minas no mês de agosto. Antes disto Júlio Fernandes um dos coordenadores da Pastoral da Catequese de nossa Paroquia solicitou aos membros do CPP que escolhessem a melhor foto dentre todas as turmas de Catequese para representar nossa paroquia. E a foto escolhida é a que está nesta matéria, feita pela turma de Perseverança I dos catequistas Rosária e Danilo.

O Concurso de Fotografia Santa Veronica foi idealizado pela Diocese de Patos de Minas a partir deste ano de 2018 para auxiliar nos processos de evangelização. A cada ano ele trará uma temática para ser trabalhada e sua conclusão será sempre no Congresso Diocesano de Catequistas onde serão premiados os melhores trabalhos, conforme descrito no regulamento.

O Prêmio Santa Verônica de Fotografia é destinado a todos os catequistas da Diocese de Patos de Minas. A ação propõe apresentações fotográficas do tema da Campanha da Fraternidade/ 2018 trabalhado nos encontros de Catequese.

A premiação para este concurso será:

1º lugar – Troféu Santa Verônica 2018 acompanhado de um Kit Natura.

2º lugar – Troféu Santa Verônica 2018 acompanhado de uma toalha bordada.

3º lugar – Troféu Santa Verônica 2018 acompanhado de uma toalha bordada.

TEXTO EXPLICATIVO SOBRE O MOMENTO CELEBRATIVO DA FOTO:

Só vamos superar a questão da violência quando for feito um correto diagnóstico da situação atual da violência em nosso país. Portanto, a Campanha da Fraternidade de 2018, será um bom momento e uma ótima iniciativa para que população discuta, reflita de forma crítica e criadora e ajude a encontrar as saídas para este desafio.

Não podemos deixar apenas nas “mãos” dos governantes e políticos a solução desses grandes desafios nacionais, principalmente se considerarmos o descrédito, a demagogia e fisiologismo que tem marcado o cenário político e administrativo de nosso país, além do preceito constitucional de que o poder emana do povo, ou seja, o povo, os eleitores e contribuintes são a única fonte do poder!

Assim, em busca da superação da violência nos jogamos no colo do PAI. Nos braços de Jesus Cristo, que venceu todo mal, que venceu a morte. Pois, vazia está, a cruz do Salvador. E de almas puras, almas brancas, colocamos Jesus Cristo no nosso centro, no nosso meio, pois somente Ele é capaz de transformar esse mundo de exclusão, de guerra, de preconceito. Esse mundo de violência contra todas as criaturas de Deus. E colocando o Cristo no nosso centro, colocamos como o Guia, como nossa referência, nosso ídolo.

Queremos ser, Senhor, o seu braço, as suas pernas, a sua boca, para anunciar o evangelho. Levando a mensagem, e vivendo conforme nos ensinou, amando ao nosso próximo assim como nos amamos. Somente o amor puro e divino de Jesus pode libertar de tamanha opressão. Vamos então, juntos, unidos, com a paz no coração, e tendo Jesus como Guia espalhar amor para o mundo inteiro.

Texto: Edson Rocha

Mostrar mais

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: