Religiosa [1848 – 1924]

Origens
Maria Bernarda (Verena Bütler – nome de nascimento) nasceu no dia 28 de maio de 1848, em Auw, Suíça. Ela é a primeira santa deste país. Foi a 4ª filha de Henrique e Catarina Bütler. Era da Terceira Ordem Regular e fundou a Congregação das Irmãs Franciscanas Missionárias de Maria Auxiliadora.

Infância e juventude
Maria Bernarda foi batizada no mesmo dia em que nasceu. Aos 7 anos, começou a frequentar a escola. Ela recebeu a sua Primeira Comunhão em 16 de Abril de 1860, com quase 12 anos. Em sua juventude, se apaixonou por um moço trabalhador, porém, ao perceber o chamado de Deus, rompeu com esse compromisso. Sendo assim, aos 19 anos, ingressou no Convento de Maria Auxiliadora em Altstätten, consagrando-se na vida contemplativa.

Chamado missionário
Anos após a sua consagração, ela recebeu uma carta de Dom Pietro Schumacher, Bispo de Portoviejo, Equador, no qual se tratava da condição precária de sua gente. Com um desejo missionário e aberta às demandas da Igreja, foi com o coração aberto na companhia de outras irmãs. Desse modo, trabalhou anunciando o Evangelho.

Fundação da congregação
Com a missão de anunciar o Evangelho, fundou a Congregação das Irmãs Franciscanas Missionárias de Maria Auxiliadora. Os primeiros anos de missão foram intensos. Baseavam-se nas obras de misericórdia para sua missionariedade. Logo, os frutos de sua entrega foram surgindo. Contudo, as irmãs não estiveram livres de sofrimentos. Suas dificuldades incluíam pobreza, o clima abafado e riscos à saúde.

Fuga do Equador e outras congregações
Em 1895, violentas perseguições à Igreja ocorreram, motivo esse que fizeram as irmãs a fugirem do país. Desse modo, foram para Cartagena, Colômbia. Lá, foram acolhidas por Dom Eugênio Biffi. Durante 36 anos, fora de sua terra natal, sua missão não se limitou apenas ao Equador e a Colômbia, mas outras irmãs foram enviadas para congregações iniciadas na Europa e também no Brasil (1911).

Fama de santidade
Maria Bernarda faleceu em 19 de maio de 1924; em Cartagena; Colômbia, com 56 anos de vida consagrada e 38 anos de vida missionária. Sua fama de santa já havia se espalhado desde o Equador e foi reforçada nas falas do pároco local: “Esta manhã, em nossa cidade, faleceu uma santa: a reverenda Madre Bernarda”.

Oração

Botão Voltar ao topo